Quantas vezes você deve ter ouvido a expressão “gatilho mental”? E deve ter se perguntado: mas que diachos é isso?

Sim, porque se para alguns esta é uma expressão muito comum, para outros ainda precisa ser esclarecida. E todo empreendedor que se preze precisa entender o que ela significa. Então, vamos lá.

Os gatilhos mentais são gerados pelo nosso inconsciente por meio dos nossos sentimentos. Quando sentimos um determinado perfume, podemos lembrar de nossa avó ou de nossa infância, por exemplo. Sentimos saudade. O gatilho para a memória foi o perfume no caso.

No caso de uma comunicação para venda, pense em como você se sente ao ler ao assim: ÚLTIMA OPORTUNIDADE! SÓ HOJE! Ou o famoso “Quer pagar quanto?”das Casas Bahia?

Você sente que deve aproveitar aquela oportunidade pois ela vai passar! Certamente seu consciente vai fazer uma série de questionamentos a respeito daquela comunicação: preciso realmente do produto? Tenho condições de adquirir agora? Quais os benefícios que me trará? Se o produto for barato, talvez você nem se questione tanto assim, mas se for mais caro, você provavelmente vai se questionar e você vai tomar a decisão de adquirir ou não o produto ou serviço. Mas antes de se deparar com a comunicação acima, talvez você nem tenha parado para pensar nas oportunidades, não é mesmo?

Pois é isso que os gatilhos mentais em marketing fazem. Eles te mostram uma vantagem, te fazem pensar sobre algo que poderia estar adormecido aí no seu inconsciente e que pode ser muito vantajoso para você. E para o empreendedor, é necessário encontrar as palavras certas, ou seja, usar os gatilhos mentais adequados para provocar o lead e converter a venda!

Deixe uma resposta